Domingo, 30 de Julho de 2006
A invasão de espanhóis na economia portuguesa
De há uns tempos atrás que venho desejando que os Espanhois olhem para as nossas potencialidades turisticas e que promovam uma salutar concorrencia, nomeadamente ao nivel dos alojamentos.Pois mais uma vez fui confrontada com o facto de que alojamento em Espanha é mais económico que em Portugal, onde a mais triste espelunca, custa 1000euros por quinzena, mesmo fora do Algarve.

Arquivo SIC

 

 

Saltar a fronteira

 

Há cada vez mais empresas espanholas em Portugal

 
 
 
A invasão de espanhóis na economia portuguesa é cada vez mais evidente. O número de empresas espanholas em Portugal não pára de crescer. Conheça agora as que têm mais peso.
 
SIC


 
 
Longe vão os tempos em que Portugal e Espanha viviam de costas voltadas. Agora já ninguém diz que de Espanha nem bom vento, nem bom casamento.

O dinheiro não tem cor nem nacionalidade e procura todas as boas oportunidades de negócio. Centenas de empresas espanholas estão em Portugal onde investiram milhões de Euros. Nalguns casos montaram negócios de raiz, noutras situações compraram empresas portuguesas.

Na lista das maiores companhias espanholas instaladas em Portugal figuram sociedades de vários sectores. À cabeça está o banco Santander Totta Depois vem a gasolineira Repsol. No terceiro lugar a Somague, contrutora civil. De seguida, a Cepsa, outra empresa de combustíveis. No quinto lugar, estão os supermercados Dia.

A esta lista juntam-se outras empresa tais como o Corte Ingles e a Zara no comércio, o Banco Popular e a Prosegur, na área da segurança.

Ao todo as empresas espanholas empregam milhares de portugueses. Só o Santander Totta e a Prosegur empregam juntos mais de 12 mil trabalhadores. E a Somague e a Zara outros seis mil funcionários.

“Nuestros hermanos” investem até em sectores que estão em crise, por exemplo na agricultura. Na zona de Alqueva há cada vez mais terrenos nas mãos de espanhóis.

As companhias portuguesas também olham para o outro lado da fronteira. A EDP é a empresa nacional que mais investiu em Espanha onde detém a electrica Hidro Cantábrico.

Quanto ao comércio, o país vizinho é o principal fornecedor e comprador de Portugal.
As grandes multinacionais olham por isso para a Península Ibérica como um todo. Com centro em Madrid e dois pólos. A Catalunha e Portugal.
publicado por ciloca às 14:03
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. ...

. Dos Deolinda "Que parva q...

. Regressei um ano depois

. contra a execução de Saki...

. ...

. ...

. A Cidade vai sentir estas...

. Finalmente,

. ...

. ...

.arquivos

. Maio 2012

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Fevereiro 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.favoritos

. ????????...

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds