Segunda-feira, 15 de Junho de 2009
jogos de guerra online uma praga

É um dos jogos online mais populares e polémicos do mundo e acaba por ser viciante: os jogadores de Counter-Strike têm dificuldade em controlar o tempo que passam em frente ao computador e revelam sintomas de dependência. Mais preocupante é que o jogo aumenta a agressividade dos adolescentes. As conclusões são de um estudo de dois psicólogos portugueses.

Hugo Morgado e Zélia Teixeira acompanharam 11 adolescentes que jogam Counter-Strike (CS), o famoso videojogo de acção e tiros, para levantar a ponta do véu sobre os hábitos de jogo e consequências para a vida dos jovens.

Ao longo das entrevistas, os próprios adolescentes admitem que o jogo gera "sentimentos negativos". Reconhecem que quando não conseguem atingir um objectivo ficam revoltados e irritados. "Como no CS o adolescente sabe quem o 'matou' , pode dirigir a sua fúria para essa pessoa, como mostram alguns testemunhos que falam de agressões em torneios", afirma Zélia Teixeira.

Os investigadores descobriram que a maior parte dos entrevistados jogava mais de três horas por dia, às vezes mais de cinco, sacrificando o convívio com amigos e família e o tempo dedicado ao estudo. "Aliás, eles próprios identificavam prejuízos a nível da sua vida pessoal, o afastamento dos amigos e os conflitos com a família", explica Hugo Morgado, acrescentando que quase todos tiveram também um declínio do rendimento escolar.

"Para um adolescente, passar tantas horas seguidas a fazer o que quer que seja não é bom", diz Zélia Teixeira. "Por outro lado, é uma actividade solitária porque só falam com os outros enquanto jogadores, não partilham outros interesses. E os outros ainda são importantes para crescermos."

O que torna o CS tão atractivo para os adolescentes? "É um jogo de equipa, que implica interacção com outros jogadores, camaradas a adversários, e que tem o factor competição e desafio", explica.

São estes os ingredientes fundamentais para que os jovens fiquem colados ao computador. E que por isso também podem levar à criação de um vício. "Há envolvimento pessoal, há adrenalina, há reforço positivo quando ganham. É o básico nas dependências sem substâncias", lembra a psicóloga. Alguns dos entrevistados demonstravam já sinais de dependência, alerta Hugo Morgado.

Também João Goulão, presidente do Instituto da Droga e da Toxicodependência, considera que a adição ao jogo tem características de outras dependências. "Mesmo do ponto de vista neuroquímico, das zonas do cérebro que são estimuladas, há semelhanças", explica. "Quanto à forma de os abordar, do ponto de vista do tratamento, não é assim tão diferente, e por isso os nossos técnicos estão preparados para o fazer se for necessário", garante.

João Goulão acrescenta que ainda são poucas as pessoas que procuram ajuda no IDT por causa de dependências que não envolvem substâncias, mas que no futuro o instituto pode passar a acompanhar estes casos. "Existe necessidade de muita reflexão e estudos sobre isso", conclui.

O mesmo pensa Hugo Morgado. "É uma área muito pouco estudada e da qual ainda se vai falar muito. Está a registar-se um aumento massivo de jogadores e até já há jogadores profissionais."

"Este mundo abre tantas portas que é apenas sensato lembrar que por trás de algumas podem estar perigos que ainda não conseguimos prever. Mas já conseguimos perceber que a Internet não é apenas um veículo mas também um terreno fantástico para muitos vícios: das compras ao jogo e apostas, passando pelo sexo", conclui a psicóloga.

Tags: Portugal


 
publicado por ciloca às 19:57
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De aquimetem a 16 de Junho de 2009 às 11:51
Passei para agradecer um comentário deixado em post meu, e felicitar a Ciloca por este seu belo e pedagógico post . Bem haja.
De Andesman a 19 de Junho de 2009 às 22:14
Olá Ciloca! Não sou de jogos online. Em jogos a sério, embora amador, só fui viciado em ténis.

Sobre política: este nosso país está um bocado entalado. Nas próximas legislativas não haverá maioria absoluta nem do PS nem do PSD. Uma das hipóteses é regressarmos a um governo de coligação PSD/PP, ou PS sózinho. Em qualquer das hipóteses estaremos mal. O PS não quer legislativas e autárquicas em simultâneo, e a mim também não me agrada a ideia. Neste caso haverá sempre alguma confusão, quando o que interessa é esclarecimento.
Tudo de bom para ti e óptimas férias
De Alvaro Faustino a 20 de Junho de 2009 às 12:28
Bom fim de semana Ciloca. O que falas no post é a mais pura verdade, mas mesmo assim, penso que os encarregados tem a sua dose de culpa. Também joguei jogos de guerra e ainda o faço. Gosto deste tipo de jogo, mas sempre me travaram o impulso de jogar e jogar e jogar, até ser capaz de parar por mim mesmo. Há limites para tudo.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. ...

. Dos Deolinda "Que parva q...

. Regressei um ano depois

. contra a execução de Saki...

. ...

. ...

. A Cidade vai sentir estas...

. Finalmente,

. ...

. ...

.arquivos

. Maio 2012

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Fevereiro 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.favoritos

. ????????...

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds