Sábado, 3 de Novembro de 2007
...

Definir ansiedade, é sempre complicado… mas, todos sabem o que é e todos conhecem este estado. Não há uma só pessoa que nunca tenha experimentado algum grau de ansiedade, seja por estar a entrar numa sala de aula mesmo antes de um exame, antes de uma reunião importante ou por acordar a meio da noite com a certeza que ouviu um ruído estranho na rua.

Desconhecem é que sensações como tonturas, manchas nos olhos, formigueiros, músculos duros, quase paralisados e impressões de falta de ar ou mesmo de sufocamento ou asfixia, podem também fazer parte da reacção de ansiedade.

Embora por vezes desconfortável, a ansiedade é a reacção ao perigo ou à ameaça. Cientificamente, ansiedades imediatas ou de curto período são definidas como reacções de luta e fuga. São assim denominadas porque todos os seus efeitos estão directamente voltados para lutar ou fugir de um perigo. Assim, por incrível que pareça, o objectivo número um da ansiedade é o de proteger o organismo!

publicado por ciloca às 21:03
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De zé (do beco) a 6 de Novembro de 2007 às 12:57
Pois é, mas o pior é quando temos a caixa dos pirolitos meia avariada e o organismo sente sempre a falta de ser salvo de algum mal que, muitas vezes, nem existe. Para compensar a maior necessidade de irrigação de músculos tensos e do cérebro, as descargas de adrenalina fazem o coração trabalhar mais acelerado e a tensão arterial tem subidas vertiginosas. Claro que em condições normais isto acontece em períodos muito curtos, como na fuga a um predador. Torna-se problemático é quando, devido a anomalias do sistema nervoso, passamos a viver continuamente em sobressalto. Isso é que dá cabo da máquina.
Conheço bem demais essas tonturas e essa sensação de asfixia, porque eu sou um stressado desde sempre. Ainda andava na primária e já me preocupava com a falência do meu "velho", porque era eu que fazia as contas e cheguei ao ponto da professora ter de chamar a minha mãe porque os sinais eram tão evidentes que mesmo para uma época em que não se ligava a essas coisas (estou a falar de 1961/62) já eram preocupantes. Nem sei como é que cheguei a esta idade com o coração a bater bem. Ou pelo menos a bater melhor do que a cabeça eheheh.
E pronto, aqui fica mais um testamento, ou post, como quiseres eheheh.
Beijos.
De Andesman a 6 de Novembro de 2007 às 13:11
Ó Ciloca depois do relatório do amigo do "Beco2, nada mais consigo acrescentar. Bjs e fica bem

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. ...

. Dos Deolinda "Que parva q...

. Regressei um ano depois

. contra a execução de Saki...

. ...

. ...

. A Cidade vai sentir estas...

. Finalmente,

. ...

. ...

.arquivos

. Maio 2012

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Fevereiro 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.favoritos

. ????????...

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds