Segunda-feira, 4 de Dezembro de 2006
...

 

Gosto do Inverno desde que não chova. Gosto do céu azul de uma luz muito especial . Gosto de neve. Gosto do calor da lareira, das luvas e dso cachecois.

Gosto do Natal e das prendas e comezainas. Das visitas que se fazem e recebem. E depois alguns meses depois adoro a Primavera. As paisagens que acordam, os animais que finalmente podem crescer ao ar livre. E as flores, meu Deus que beleza.

Adoro o silencio das serras, apenas cortado pelo chilrear dos pássaros. Dou comigo a sussurrar para não perturbar o silencio.

 

sinto-me:
publicado por ciloca às 22:02
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De Andesman a 4 de Dezembro de 2006 às 22:20
Pois, pois, até parece que és de Góis ( não saiu grande coisa mas quase que rima, ehehehe!). Jocas
De touaqui42 a 4 de Dezembro de 2006 às 23:19
Pois sim o viver numa cidade já por si é stressante, quem me dera a mim viver numa casinha como aquela imagem que colocastes.
Gosto do sossego e do bom ar puro , raro por sinal nas grandes cidades tal o fumo das viaturas.
A natureza é tudo na vida e infelizmente tratam-na tão mal.
De gaivota da ria a 5 de Dezembro de 2006 às 16:33
Pois é, tb gosto desse tempo, em casa, chuva miudinha, já que aqui não cai neve, o frio lá fora e o calor das pessoas dentro de casa...não perturbo o teu silêncio, vou já sair de mansinho...
De Poeta do bloco a 5 de Dezembro de 2006 às 16:56
Oiço os pássaros a voar, as flores a crescer, o sol a despertar.
Oiço o silêncio da noite, e o bucejar da manhã,
O sol a acordar,
E a mamã a pensar.
Sussurro, para o silêncio não perturbar,
Mas a pensar, o silêncio, já estou a incomodar.
De ciloca a 8 de Dezembro de 2006 às 15:05
Obrigado pelo poema , que eu apelido de "Tranquilidade".
De Poeta do bloco a 5 de Dezembro de 2006 às 17:55
Um projecto de valor turístico no Alentejo tem sempre que se valorizar. Tendo em vista duas vertentes: Uma é, o desenvolvimento do Alentejo e consequentemente do País, e outra do envolvimento da população na obtenção de ganhos, ora é bom para nós alentejanos, e é bom para a economia. A economia funciona se o dinheiro girar e não "estancar", como muitas das vezes, nos cofres do Estado. É importante não só no Alentejo o Turismo, mas para o País todo! Agora temos de ver as contra partidas deste negócio. 1º- É rentável para quem? 2º- Vamos beneficiar alguma coisa com esse empreendimento turístico? 3º- Para que turistas vamos nós trabalhar? 4º e último- Se beneficiarmos alguma coisa o que aocntecerá ao Alentjo rural e tradicional? Vai se manter igual? Eu não acredito, num projecto que não traga benéfices à região, mas acredito num projecto que poderá, frizo novamente, "Poderá", trazer algo de positivo para o País. Quanto à queixa da Quercus...vamos ver...não quero ser desmancha prazeres, nem defensor dum Alentejo que está "despido" em infrastruturas comerciais, sociais, económicas e políticas, mas também não quero ser um opositor duma terra que me viu nascer e na qual eu acredito que possa vir a mudar daqui a um curto-médio prazo, para um Alentejo mais desenvolvido, em todas as seccções que já apontei anteriormente, no texto. Portanto, terminando o assunto, creio que é apenas "show off" da Quercus para dizerem apenas um: "Olá estamos aqui!", para mostrar que ainda estão vivos. Diga-me uma coisa ciloca: Afinal, se o Turismo, a Saúde, a Educação, o Ambiente...não forem de Interesse Público o que será então "Interesse Público"? Para mim, tudo o que desenvolva A Minha região e desenvolva O Meu País, É de Interesse Público!
De ciloca a 8 de Dezembro de 2006 às 15:03
Grande poeta, assim é que é falar. O Alentejo necessita de desenvolvimento, o que não significa destruição.Aliás os turistas gostam de lugares tranquilos, perto da Natureza.Cabe aos doutores em turismo , saber oferecer serviços e bens próprios da região em armonia com a mesma. Viva o Turismo como uma mais valia para o desenvolvimento deste Pais de sol mar e luz, e.. muito boa gastronomia.
De jo a 5 de Dezembro de 2006 às 23:50
Eu gosto de gostar, por isso também não deixo que me mandem ao tapete. Inverno, Primavera, Verão tudo serve para ser um hino há VIDA! Beijos
De soaresesilva a 8 de Dezembro de 2006 às 16:40
Mas este ano a chuva não pára! Veremos nos dias de Natal o que vai acontecer. Eu estou sempre a desejar a Primavera e o calor!!!
De Cöllyßry a 12 de Dezembro de 2006 às 18:43
Linda foto amiga...e saudade que dá da neve das ferias em nevada...Bjoca terna deixo__________
Cõllybry

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. ...

. Dos Deolinda "Que parva q...

. Regressei um ano depois

. contra a execução de Saki...

. ...

. ...

. A Cidade vai sentir estas...

. Finalmente,

. ...

. ...

.arquivos

. Maio 2012

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Fevereiro 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.favoritos

. ????????...

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds