Quarta-feira, 28 de Março de 2007
...

   Quem me dera ser espuma.

Rolar naquela cascata, evaporar na atmosfera, voltar a cair no rio e voltar a ser espuma na cascata. Estariam assim satisfeitos o meu gosto de viajar, e o meu gosto pelo mar, pela água, essencia da vida, que é o bem mais  precioso que tenho.

sinto-me: com vontade de ir de férias
publicado por ciloca às 21:29
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Sábado, 24 de Março de 2007
O vencedor do Prémio Nobel da Paz esteve na Gulbenkien

As fundações e os governos podem tomar a iniciativa de criar fundos para o social business (negócio social) como forma de lutar contra a pobreza, a exemplo do microcrédito, defendeu o Nobel da Paz 2006, em Lisboa.

Muhammad Yunus, criador do Banco Grameen, esteve em Portugal para participar na conferência internacional "Developing Partnerships for a Developed World: Foundations and Governments Learning to Work Together" (desenvolver parcerias para um mundo desenvolvido: fundações e governos aprendendo a trabalhar juntos).

"...o vencedor do Prémio Nobel da Paz no ano passado insistiu na ideia de alterar o sistema actual de fazer negócios e integrar a forma de negócio social com o objectivo de "fazer bem às pessoas", sem esperar obter lucro. Aquilo que actualmente fica na área da caridade pode passar a ser um negócio social que não custa dinheiro a ninguém, mas seria a solução para problemas de áreas diversas, desde a saúde à construção de habitações.

É um objectivo que estas orientações sejam adoptadas pela política, reconheceu Muhammad Yunus, acrescentando que "é preciso vontade política, mas os políticos são pessoas como nós e precisam de boas ideias". Se estas ideias chegarem aos políticos é possível encontrar "novas formas de fazer"...


 O Prémio Nobel referiu a possibilidade de criar um mercado bolsista destinado a pessoas que queiram ajudar a alterar a situação de pobreza e que comprariam acções. É um desafio que se estende a todo o mundo, pois em todos os países existem pobres, pessoas que não conseguem um empréstimo bancário para "quebrar" o ciclo vicioso da pobreza, pois "para conseguir dinheiro é preciso já ter dinheiro".

O criador do Banco Grameen, no Bangladesh, que soma sete milhões em empréstimos, frisou que o facto de ter sido nomeado Prémio Nobel da Paz "chamou a atenção do mundo" para o microcrédito, tornando mais fácil "comunicar com os políticos", e aumentou o número de pessoas a querer saber sobre o tema.

Eu.. euzinha quis ouvir o próprio Yunus contar ,como tudo começou ,e lá fui eu por volta das 18 horas no dia 22 de Março à Gulbenkien. O grande auditório não foi suficiente para tanta assistencia. O professor Doutor, falou durante hora e meia, tendo começado pelo primeiro passo, e pelo porqu~e da sua luta e persistencia, pois acreditava nas pessoas.

Tudo começou por um pequeno empréstimo a uma mulher que não queria o empréstimo , pois tinha receio de nunca o poder vir a pagar. E desde então sempre que encontraram alguém que não quisesse pedir um empréstimo era esse o candidato ideal para Yunus. Subjacente a filosofia da "palavra de Honra" que no Bangladech tem muito valor.

Saí dali mais rica, pois tive o previlégio de ouvir uma grande figura Mundial que ..meus amigos falava de forma  tão simples, vestia tão simples , tão autentico como julgo haver poucos nos dias que correm.

publicado por ciloca às 12:18
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Domingo, 18 de Março de 2007
Primavera

 

Olá amigos!!!!!    Image Hosted by ImageShack.us

Chegou a Primavera e como tal não posso deixar esse acontecimento passar em claro.

Hoje acordo  cheia de energia e com vontade de fazer muita coisa, nomeadamente deixar-vos algumas palavras.

Tenho andado muito ocupada, mas bem disposta.

Depois do horário normal, tenho andado a frequentar umas conferencias e colóquios  que acontecem um pouco por toda a cidade e todas as faculdades.

Se chego a casa a horas, cá me espera a  miúda com o seu 12º ano às costas e a pedir ou a necessitar de apoio. Para não falar do puto de 10 anos e que nem se lembra da data dos textes, pelo que tem de ser vigiado diáriamente.

Contudo pergunto a mim mesma onde me levará  tanta actividade ???

Bom, posso adiantar que me leva a uma situação caricata...O frigorifico está vazio a despensa está vazia, vou agora mesmo abastecer-me para que não me aconteça o que nunca me aconteceu, não tenho MANTEIGA !!!!!!! em casa.

Termino, enviando a todos os votos de que passem um domingo a passear na Natureza, abandonem o betão da cidade e envolvam-se num jardim ou campo/praia. Não percam a mais bela estação do ano em casa a var televisão pela vossa saúde....

publicado por ciloca às 11:02
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Quinta-feira, 8 de Março de 2007
...

 

 

 

 

 

 

Revoada

                 Salgado Maranhão  
  

Os  pássaros quando voam  
Não deixam sequer rastro  ao vento  
Porque não voam com as asas  
Apenas como o sentimento.  
  

Os pássaros em revoada  
Não buscam tão simplesmente  
O ninho de algum lugar  
Porque já estão pousados  
No próprio ninho do ar.  
  

Quando  pássaros em pleno vôo  
Não há nem asas nem vento  
Tudo fica como o tempo  
Apenas paz e firmamento. 

 

publicado por ciloca às 20:05
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sábado, 3 de Março de 2007
O Eclipse
Eclipse
A Lua entra hoje na penumbra às 20h16
Os portugueses poderão assistir hoje à noite, caso as condições atmosféricas o permitam, ao eclipse total da Lua. Este é um fenómeno raro que ocorre quando o Sol, a Terra e a Lua se alinham
 

Hoje à noite, Portugal vai assistir ao eclipse total da Lua. Mas o que quer isto dizer? Significa que a Lua irá atravessar completamente o interior da umbra da Terra, a parte interna da sombra.

A velocidade através desta sombra é de cerca de um quilómetro por segundo e um eclipse deste género pode durar até uma hora e 42 minutos.

Já o período decorrido desde que a Lua tem o primeiro contacto com a umbra da Terra até que a abandona totalmente pode durar várias horas. No caso de hoje durará até às 2h25.

E são os habitantes do sul do país que parecem estar com mais sorte no que diz respeito às condições meteorológicas para observar este fenómeno. Já no centro e no norte, as nuvens ameaçam a visibilidade do eclipse.

Mesmo assim, o Observatório Astronómico de Lisboa e o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto terão as portas abertas, a partir das 19h30, para os curiosos que pretendam apoio especializado para assistir ao fenómeno. Basta levar binóculos ou telescópio.

Mas para quem não quiser arriscar sair de casa, poderá acompanhar o eclipse na Internet aqui.

publicado por ciloca às 21:05
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. ...

. Dos Deolinda "Que parva q...

. Regressei um ano depois

. contra a execução de Saki...

. ...

. ...

. A Cidade vai sentir estas...

. Finalmente,

. ...

. ...

.arquivos

. Maio 2012

. Fevereiro 2011

. Agosto 2010

. Fevereiro 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

.favoritos

. ????????...

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds